ESTAMOS ESCREVENDO NOSSA HISTÓRIA

0

_MG_1091ESTAMOS ESCREVENDO NOSSA HISTÓRIA.
Uma História. A História. Tanto faz. Nem precisaria ser em caixa alta. Mas estamos.
Quando pessoas resolvem se armar de palavras para desarmar armadilhas que lhes foram preparadas durante anos e mais anos de padrões e de “não faça isso”. Armadilhas que minam as forças e a beleza e a felicidade. Pois o SLAM DA ROÇA de Agosto, assim como diversos slams do Brasil, esteve na trilha do autoconhecimento e da afirmação.
Mulheres, Pretas, Pretos, Gordas, Viados, Pessoas sem artigo “o” ou “a”, Poetas. Artistas.
No dia que essas pessoas resolvem sair de suas casas para afirmar que não são somente aquilo que disseram que seriam, nesse dia nasce poesia. E as pessoas que resolvem sair de casa para ouvir essa poesia, são cúmplices nessa pequena transformação histórica.
Revoluções Poéticas Individuais para Revoluções Políticas Coletivas “Quem não sabe usar um lápis não vai saber usar um fuzil”
ou não
mais sangue ou menos sangue, tanto faz, agora…
a corrida começou.
Nossa poeta homenageada é uma dessas, desbocada, que se afirmou, e ajuda na afirmação de tantas outras. A Presença de Mariana Felix foi intensa, divertida, poética.
Fotos e livros fizeram parte dessa noite que vai ficar em nossa memória. Sete poetas participantes.
Três estreantes. E na final, Elisangela Costa, e sua poesia que combateu, com cinco dias de antecedência,
a decisão de um juiz machista e cúmplice, que decretou:
“Entendo que não houve constrangimento tampouco violência ou grave ameaça, pois a vítima estava
sentada em um banco de ônibus, quando foi surpreendida pela ejaculação do indiciado”.

NÃO HOUVE CONSTRANGIMENTO TAMPOUCO VIOLÊNCIA OU 

GRAVE AMEAÇA

QUANDO FOI SURPREENDIDA PELA EJACULAÇÃO DO

INDICIADO

Senhoras e senhores e outros gêneros, ainda temos muito a fazer.
E no último sábado de setembro, continuaremos fazendo nossa parte.
De grão em grão.
Até que caiam.

Vejam as fotos de registo da noite:

Texto: Beto Bellinati

Fotos: Meire Ramos

O Slam da Roça, é uma realização da Associação Cultural CONPOEMA, em parceria com o agitador cultural Beto Bellinati, e junto com o Sarau CONPOEMA está contando com o apoio do ProAC Saraus para edições até outubro de 2017.

Outras informações: 4488-8524

Compartilhar.

Sobre o autor

27 anos, Francorrochense, Atriz, Produtora Cultural, Co-fundadora da Associação Cultural CONPOEMA, Feminista e Co-fundadora do coletivo Baciada das Mulheres do Juquery, vegetariana, divide a casa com seu cachorro Romeo e seu gato Fellini.

Deixe um comentário