Conto de todas as cores

conpoema_conto_de_todas_cores2 Inspirado na obra de Mario Quintana Lili Inventa o Mundo

Sinopse

Contadores de histórias após sofrerem uma grave crise de idéias ficam impossibilitados de continuar contando histórias sozinhos e decidem unir cores e inspirações para contarem uma história única: a história de Lili.

Daí pra frente um mundo de cachorro pulguento, poeta velho, professora doida, vai sendo desenhado pela imaginação sem freios de Lili.

Tudo se inicia no quintal da casa da menina Lili – “... Um quintal onde todas as histórias do mundo podem acontecer... Um quintal onde todos os personagens de todas as histórias do mundo podem morar...” – e assim acontece, num conto que não tem pé nem cabeça e que num piscar de olhos permite pular de uma rua tranquila e calma de uma cidadezinha qualquer para os anéis de Saturno, formados pelos objetos perdidos do mundo.

O conto cheio de lilices vai se transformando em uma grande brincadeira, na qual os contadores vão passando por diferentes paisagens e se transformando nos personagens rabiscados pela imaginação.

A peça “Conto de todas as cores” é uma homenagem à infância, à imaginação e a Mario Quintana – se é que não nos referimos as mesmas coisas quando citamos esse trio.

Ficha técnica

Texto: Teatro Girandolá (criado em processo colaborativo)
Texto inspirado na obra: Lili Inventa o Mundo, de Mario Quintana
Elenco: André Arruda, Gilberto Araújo, Meire Ramos e Roseli Garcia
Direção, iluminação, filmagem e produção executiva: Fabia Pierangeli
Assistência de Produção Mariana Moura
Figurino: Fabia Pierangeli
Confecção do Figurino: Regina Helena Arruda
Trilha Sonora (criação): Charlis Abraão e André Arruda
Cenário e Adereços: Teatro Girandolá
Fotos: Mariana Moura
Desenho original: Dalila Mendonça
Programação Visual: Roger Neves
Edição de vídeo: Gilberto Araujo
Oficinas: Fabia Pierangeli, Gilberto Araújo e Roseli Garcia
Gênero: Infantil
Duração: 55 min.
Realização: Teatro Girandolá

As últimas do Conto de todas as cores...

1 2 3 19