Que mundo vemos pela janela da arte?

0

IMG_6542A Associação Cultural CONPOEMA articulou mais uma apresentação teatral na cidade de Franco da Rocha, e desta vez o grupo que veio participar da programação do projeto CONPOEMA Recebe foi o Trilhas da Arte, de Campinas, grupo que também integra o FLIGSP (Fórum do Litoral, Interior e Grande São Paulo – Artes e Políticas Públicas).

A atriz Juliana Calligaris, apresentou seu monólogo Janelas Para Uma Mulher, no Centro Cultural Newton Gomes de Sá, no sábado passado, dia 02 de Setembro. Sua obra apresenta diversas histórias-denúnicias, com cenas que expunham torturas, maus tratos e trabalho infantil, a eugenia paulista, entre outras histórias. De forma não linear, a atriz passou por momentos históricos e por diversos personagens, para expressar sua angústia com as mazelas sociais.

O discurso da obra verdadeiramente atravessava a atriz, que com grande potência emocionou a plateia, e a despeito desta época em que vivemos, de retrocessos ao direitos e de muita desesperança, a atriz convocou o público a permanecer firme e unido, e discursou sobre a importância da arte na transformação social.

A peça também dialoga diretamente com os artistas, provocando-nos a pensar sobre qual caminho tem tomado nosso trabalho, e a que ele está a serviço.

Agradecemos imensamente a parceria com o grupo Trilhas da arte, é sempre maravilhoso a possibilidade de fazer trocas estéticas, conhecer o modo de organização e poder dialogar a cerca de nossa realidade, com nossos pares do interior do Estado.

O CONPOEMA Recebe acontece mensalmente, e é uma realização da Associação Cultural CONPOEMA, é importante citar que para esta edição, o projeto contou com o apoio da Secretaria de Cultura de Franco da Rocha, na sessão do espaço e alimentação para a equipe.

Acompanhe toda a programação da CONPOEMA através do Facebook ou do site!

Outras informações: 44888524

Compartilhar.

Sobre o autor

27 anos, Francorrochense, Atriz, Produtora Cultural, Co-fundadora da Associação Cultural CONPOEMA, Feminista e Co-fundadora do coletivo Baciada das Mulheres do Juquery, vegetariana, divide a casa com seu cachorro Romeo e seu gato Fellini.

Deixe um comentário