Franco da Rocha recebe Cia Ouro Velho e SLAM DA ROÇA!

0

2805-OuroVelhoNo dia 28 de maio, tod@s poderão ir pra Franco da Rocha, porque a festança está garantida para mais uma atividade do Oxandolá 2016. À tarde, às 16h, tod@s podem curtir o espetáculo “O lugar de onde se vê”, da Cia. Ouro Velho, um centro de estudos e criação teatral, fundado em 2012 por Paulo Marcos e Lara Hassum com objetivos artísticos, culturais e educacionais. Além do centro de estudos, a Cia. é também um núcleo de pesquisa e criação voltado à produção de espetáculos teatrais que dialoguem com a sociedade contemporânea. O espetáculo que será apresentado conta a história de Eva, uma menina que decidiu ser adulta antes do tempo. Um dia ela entra sem querer em um velho teatro abandonado, onde vai reaprender a importância do ato de brincar, resgatando assim sua infância perdida.
O grupo estará na programação Oxandolá [IN] Festa 2016… através do ProAC editais – Programação de Ação Cultural da Secretaria de Estado da Cultura.

2805-SlamE você pensa que acabou? Que nada… Nesse mesmo dia, a partir das 19h, realizaremos a primeira edição do SLAM da Roça, o primeiro SLAM de Franco da Rocha. E você, sabe o que é um SLAM?
Slams ou Poetry Slams são encontros de poesia falada (spoken word) e performática, geralmente em forma de competição, onde um júri popular, escolhido espontaneamente entre o público, dá nota aos poetas, que se apresentarão no dia. O júri leva em consideração principalmente dois critérios: a poesia e o desempenho. Em resumo, SLAM é o “esporte” da poesia falada, para os que já frequentam o sarau é a sua poesia falada com mais emoção, mais vivacidade, até porque o evento acontecerá na rua, então, os poetas terão que chamar ainda mais a atenção do público. O mais interessante dos SLAMs são as interações que rolam, não se instaura um clima de competição e sim, uma alegria em comum de ver outros artistas declamando seus textos, é mais um incentivo à nossa própria criação literária. E no caso do nosso SLAM e de outros espalhados por SP, é um incentivo à criação literária periférica, feita por pobres, negros, marginalizados e tod@s os perfis que são invisibilizados pela sociedade! A batalha da poesia contará com apresentação do nosso querido parceiro Beto Bellinatti e o vencedor do dia levará o prêmio de Capiau ou Capioa. Não perca essa divertida competição!!!

Quando? 28 de maio
O que? 16h – Cia Ouro Velho | 19h – SLAM da Roça
Onde? 16h – No Centro Cultural Newton Gomes de Sá (Av. Sete de Setembro, s/nº, Centro, Franco da Rocha, SP) | 19h – Na frente da Casa de Cultura (antiga biblioteca)

Compartilhar.

Sobre o autor

27 anos, lésbica, feminista, atriz, fotógrafa, estudante de cinema e assistente de produção cultural. Integra a Associação Cultural CONPOEMA desde sua fundação. Acredita fortemente na coletividade, no ser humano e na força de luta das mulheres. Ama gatos, cachorros e não vive longe de seus avós, tia e sobrinhos.

Deixe um comentário