Dobradinha no Centro Cultural: Teatro seguido de música

0

No dia 27 de maio, os francorrochenses terão a oportunidade de apreciar teatro e música num mesmo espaço. Nesse dia o Oxandolá receberá @s amig@s da Cia São Genésio, vindos diretamente de Hortolândia pra marcar presença em nosso festival, com um espetáculo voltado ao público infantil e na sequência, assim que terminar o espetáculo de teatro, vai poder apreciar música da boa do também amigo e grande parceiro, moratense, Arnaldo Peçanha.
CaixaÀs 19h terá início o espetáculo de teatro para crianças A história da caixa, da Cia São Genésio, que sugere uma discussão acerca das dificuldades que a humanidade tem vivenciado, no que se refere aos problemas ambientais, guerras, surgimento de novas doenças, etc. Nele, As contadoras de história Clarice e Clarissa enquanto aguardam o trem encontram uma caixa misteriosa, esquecida na estação. As duas aproveitam o tempo de espera para contar a história de duas crianças, Pandora e Epimeteu, que são grandes amigos e devem cuidar de uma caixa, deixada aos seus cuidados e que carrega em seu interior grandes mistérios.
2705-NaldaoE às 20h, o público poderá permanecer no espaço e conferir Fragmentos Psico(nal)délicos”, performance musical de Arnaldo Peçanha: Uma nova forma de ver um banquinho, ouvir um violão, uma voz e um celular. Nesse trabalho, Arnaldo opta por utilizar de vez o que chamou de Novas Mídias e incorpora a tecnologia como aliada para desenvolver uma sonoridade única na execução do seu trabalho musical e ao mesmo tempo estar diante de um espelho interagindo com a personagem Naldellius, questionando a frieza da máquina que executa com perfeição de um metrônomo sintético o que chamou de Música Domesticada da atualidade.

As duas apresentações são livres para todas as idades.

Quando? 27 de maio

O que? 19h – Espetáculo de teatro para crianças “A história da caixa” | 20h – “Fragmentos Psico(nal)délicos”

Onde? Centro Cultural de Franco da Rocha (Av. Sete de Setembro, s/nº, Centro, Franco da Rocha,SP).

Compartilhar.

Sobre o autor

Virginiana, ativista cultural, moratense e cultivadora de muitas paixões: teatro, gatos, chocolates, crianças, culinária, dentre outras. Acredita na Arte como potente ferramenta de inclusão e transformação social. Sonha com um Brasil menos desigual.

Deixe um comentário